Notícias Natanael Pereira

“Ajudaremos a ZTE a voltar aos negócios, rapidamente.” diz DONALD TRUMP

“Ajudaremos a ZTE  a voltar aos negócios, rapidamente.” diz DONALD TRUMP

O Departamento de Comércio dos EUA proibiu no mês passado companhias norte-americanas de venderem produtos para a ZTE por sete anos como punição depois que a companhia chinesa foi descoberta vendendo ilegalmente produtos dos EUA para o Irã e a Coreia do Norte, quebrando um acordo de 2017. A descoberta ocorreu durante uma investigação promovida pelo governo Barack Obama, antecessor de Trump. Tal punição, cortou o acesso da ZTE a importantes componentes como chips, fazendo a segunda maior fabricante de equipamentos para telecomunicações da China anunciar na semana passada a suspensão de suas principais operações.

Mas, neste domingo o inesperado anúncio de Trump, marcou uma grande reviravolta, dada a posição dura de Washington sobre as práticas comerciais da China que colocou as duas maiores economias do mundo em rota para uma possível guerra comercial. “O Departamento do Comércio recebeu a ordem de fazer isto acontecer”, tuitou o presidente americano a respeito da ZTE. Trump também indicou que “muitos empregos foram perdidos na China” em consequência desta questão.

O governo dos EUA lançou a investigação sobre a ZTE depois que a Reuters publicou em 2012 que a companhia tinha assinado contratos para envio de produtos de hardware e software avaliados em milhões de dólares para o Irã. A ZTE depende de empresas norte-americanas como Qualcomm, Intel e Google. Companhias dos EUA fornecem 25 a 30 por cento dos componentes usados nos produtos da ZTE, que incluem celulares e equipamentos para redes de telecomunicações.

 

Sobre o autor | Website

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.