Câmera mais rápida do mundo conseguiu fotografar elétron interno do átomo!

0
48

Uma nova tecnologia laser de alta velocidade permitiu com que os físicos gerassem pulsos de fótons de alta energia, na faixa dos attossegundos, com uma intensidade sem precedentes.
Esses pulsos de luz mais rápidos do mundo já permitiam ver elétrons em câmera lenta, mas apenas elétrons da camada mais externa dos átomos, e nunca elétrons que estivessem na camada interna.


Durante uma demonstração, a equipe conseguiu observar a interação não-linear de um pulso attossegundo com elétrons em uma das camadas orbitais internas do núcleo atômico.

Os pulsos de alta energia foram focados em um fluxo de gás xenônio. Os fótons que eventualmente interagem com a camada interna de um átomo de xenônio expulsam os elétrons daquela camada, ionizando o átomo. Usando um microscópio iônico para detectar esses íons, conseguindo assim pela primeira vez, observar a interação de dois fótons confinados em um pulso de attossegundos com os elétrons nas camadas orbitais internas dos átomos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO

COMENTÁRIO

Recomendado: