Google pode lançar nova forma de controle familiar para Android

Em sua conferência anual de desenvolvedores, marcada para começar em MountainView, Califórnia, na terça-feira, o Google deve anunciar um novo conjunto de novos controles para o sistema operacional Android, voltado para ajudar indivíduos e famílias a administrar o tempo gasto em dispositivos móveis, de acordo com uma pessoa familiarizada com o pensamento da empresa. Em seu discurso na terça-feira, espera-se que o executivo-chefe Sundar Pichai enfatize o tema da responsabilidade. A palestra do ano passado foi mais focada em desenvolvimentos em inteligência artificial.

Algumas das críticas centram-se na suspeita de natureza viciante de muitos dispositivos e programas. Dois grupos de acionistas da Apple pediram em janeiro que a empresa projetasse produtos para combater o vício em telefone em crianças. O presidente-executivo da Apple, Tim Cook, disse que manteria as crianças em sua vida longe das redes sociais, e até mesmo Steve Jobs impôs restrições rígidas ao tempo de tela de seus filhos. No ano passado, o Facebook admitiu publicamente que consumir o Facebook passivamente tende a deixar as pessoas mais pessimistas, citando pesquisas internas e relatórios acadêmicos.

O Google já está um passo à frente. O Google oferece o Family Link, um conjunto de ferramentas que permite aos pais regularem quanto tempo seus filhos podem gastar em aplicativos e bloquear remotamente o dispositivo de seus filhos. O FamilyLink fornece aos pais relatórios semanais sobre o uso de aplicativos para crianças e oferece controles para aprovar o download de aplicativos para crianças.

A Apple atualmente oferece modos “não perturbe” que limitam a função de um iPhone durante a noite ou durante a condução, mas os pais não podem acionar esses modos nos dispositivos de seus filhos.

A Amazon.com, que usa uma versão personalizada do Android para seu hardware, oferece aos pais desde 2012 a opção de definir limites de tempo para dispositivos e bloquear o acesso a aplicativos, filmes ou livros não aprovados.

O Google também planeja lançar a versão mais recente do sistema operacional Android, chamado Android P, que será lançado em bilhões de smartphones, incluindo Samsung e Huawei. Uma versão anterior do Android P foi lançada para desenvolvedores e qualquer um que possua os telefones Pixel do Google no início de março. O P apresenta um novo visual com cantos mais arredondados em caixas de texto e menus e vários aprimoramentos técnicos, como suporte a várias câmeras, a capacidade de reunir dados de locais internos e um melhor reconhecimento de impressões digitais. A empresa também pode estar trabalhando em controles por gestos que são semelhantes aos recursos do iPhone X, de acordo com uma imagem publicada pela empresa em um blog oficial, mas posteriormente removida.

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO

COMENTÁRIO